terça-feira, 1 de agosto de 2017

As crianças são o melhor do mundo... NOT!

Estou a tornar-me numa velha rabugenta. Tenho 23 anos, mas tenho dias sem paciência alguma, em que me apetece gritar com toda a gente e distribuir chapadas. Eu, que sou um amor de pessoa (tem dias), estou a tornar-me aos poucos num Gru Maldisposto. Até tenho o nariz grande... Tau, sou mesmo eu.
Pois que as minhas noites, a tentar escrever a tese, têm sido um martírio. A minha casa tem rés-do-chão e primeiro andar, sendo que cada piso dá para uma rua diferente. Na minha rua de trás, sempre houve muitas crianças a brincar, especialmente no Verão. Eu própria fui para ali muitas vezes, era uma alegria quando a minha mãe me deixava...
Como tal, sempre percebi as crianças que iam para ali fazê-lo. Não é uma rua muito movimentada (por isso segura, com poucos carros) e juntavam-se ali muitas crianças. O problema é que os nossos quartos são virados para lá e os meus avós e a minha mãe, depois de um dia de trabalho, não conseguiam dormir com o barulho.
Eu sempre os defendi e.... agora lixei-me. Não sei bem porquê, mudaram-se para a rua do outro lado. E não são crianças... São pré-adolescentes estúpidos, por isso ficam até mais tarde. Berram mesmo ao pé do meu portão, gritam uns com os outros, fazem corridas na rua e dizem todos os palavrões e mais alguns. Há duas noites, uma pessoa estacionou um carro em que se puseram a ouvir música aos altos berros. Mas está tudo louco??
Eu estou em casa, com a porta da varanda aberta para refrescar... E sinto que eles estão aqui ao pé de mim, a gritar-me aos ouvidos. Tantas vezes critiquei a minha mãe por ir à rua mandar calar os miúdos / dizer para irem para outro lado, e agora é o que me apetece fazer.
Não sei se é a tese que me está a tornar assim, ainda mais rabugenta, ou se daqui para a frente é só a piorar.


[neste momento alguns estão a cantar a "la cucaracha" de uma forma totalmente histérica... enquanto outros berram ao mesmo tempo coisas que não consigo perceber (estão a discutir)... e outros batem palmas... God!]
[mais um pensamento: nunca estive na guerra, mas deve ser mais calminho do que isto]

4 comentários:

Tulipa Negra disse...

A tese é um período particularmente stressante e o comportamento deles, mesmo sendo típico da idade, não está a ajudar em nada. Percebo perfeitamente que estejas a trepar paredes.

м♥ disse...

O meu prédio tem um prédio atrás e há um pequeno espaço entre eles onde adolescentes costumavam ir para namorar/fazer barulho/pôr musica aos berros até de manhã. Morando na rua principal da cidade, também não é fácil ter sossego, especialmente ao fim de semana, quando pessoas loucas da vida passam a cantar e aos berros, põem música no carro ou aceleram com os carros travados só para fazer aquele barulho. As noites de fim de semana têm sempre coisas destas porque há uma espécie de bar/discoteca perto.

Irrita-me mais os putos da vizinha que parecem índios. Saltam, correm, gritam uns com os outros, põem música, choram, enfim... O dia todo! Imagina trabalhar em casa assim. Há pessoas que não têm mesmo respeito por ninguém.

Bonjour Marie disse...

Deixa la, também tenho dias assim . Dias melhores virão 😋

Sys Arancia disse...

Eu acho que os adolescente estão cada vez piores.