sábado, 29 de abril de 2017

Tudo tem prós e contras, até isto


Olá desde há uns dias... A inércia deu cabo de mim e, por mais que eu começasse posts, acabava por apagar o que tinha começado e depressa mudava de separador.
Estou em Portugal faz hoje uma semana, daqui a três dias volto para Genebra. Avaliando esta semana, parece que não fiz nada de especial... Passou a correr.
Durante os últimos cinco anos, eu não vinha assim tão regularmente a casa (sem contar com as férias), pelo que não é assim tão estranho chegar cá e ser quase como era antes. No entanto, há pessoas que vejo muito menos - nomeadamente a minha mãe e os meus amigos - e aí a conversa já é outra.
Estar cá é tão bom e tão mau. Acho que não vale a pena explicar por que motivo é bom, mas a parte má prende-se muito ao facto de me deparar com o que estou a perder com as minhas escolhas. Não quero com isto dizer que não há uma parte boa em estar lá fora... Claro que há. Mas exige tantos sacrifícios emocionais, dos quais me apercebo muito mais quando cá estou.
Eu acho que não conseguiria restringir a minha vida a este sítio, sentir-me-ia incompleta. Mas uma grande parte do meu coração ficou por aqui...

9 comentários:

JU VIBES disse...

Nós vamos deixando pedaços de nós em cada lugar que passamos.

Chegará o dia em que Genebra também te transmitirá essa nostalgia.
Talvez não tanto, como a casa que nos viu crescer, mas um pouco.

Biju da Ju.

Joana disse...

Podia (quase) ter sido a escrever este post. Ganha-se tanto, mas também se perde tanto...

No entanto concordo com a Ju lá em cima, haverá um dia em que Genebra provavelmente te vai dar nostalgia também, e é nesse momento que percebemos que realmente somos de vários lugares, temos várias "casas".

Sys Arancia disse...

É sempre complicado.

Andrea disse...

Força 😘

E. disse...

o que estás a fazer vai-te trazer recompensas no futuro e dps verás que valeu a pena! Mesmo que te esteja a custar imensos agora! x

E. ♥ Meet me for Breakfast

Tulipa Negra disse...

Compreendo perfeitamente. Não consigo imaginar-me a viver fora sem o meu namorado, por exemplo, ou mesmo a minha mãe e os meus irmãos. Acho que me ia sentir sempre incompleta.

м♥ disse...

Faz falta ter a família e os amigos por perto!

Inês disse...

Acredito que não seja nada fácil viver dividida entre dois sítios, longe da família e amigos. Admiro a tua coragem e desejo-te muita força para este percurso!

S* disse...

A casa é sempre a casa!