terça-feira, 11 de abril de 2017

Mães que não merecem os filhos que têm (*)

Eu era o sonho de qualquer mãe. Minimamente bem comportada (a verdade é que não me lembro bem, também devo ter dado algumas dores de cabeça, mas no geral até fui soft), inteligente e madura para a idade que tinha (reparem que estou a falar de quando era criança, não de agora), nunca dei grandes preocupações.
Além das características gerais que já eram fantásticas, adoro ler desde tenra idade. Não é isto o sonho de qualquer mãe?? Que o seu pequeno rebento queira livros em vez de Barbies? Que solte a sua imaginação com leituras em vez de lutas na televisão?
É que eu acho mesmo que sim, que isto é o sonho de qualquer mãe ou pai. No entanto, já se sabe que Deus dá nozes a quem não tem dentes... E a minha mãe achava que eu lia demais, que não era saudável. Como tal, não me dava livros e chegava a recusar-se a ir comigo a bibliotecas (é que se fosse só pelo preço... mas não).
Hoje vi que a Fnac estava com promoções em alguns livros e eu, que queria continuar a ler a colecção d'A Amiga Genial (como falei aqui, por exemplo) e comprar o Coração Impaciente (crítica que me cativou aqui, pela M), resolvi aproveitar. Troquei umas mensagens com a minha mãe no facebook para lhe dar a conhecer os meus planos, dado que encomendaria os livros lá para casa (e também porque ainda não sou independente do ponto de vista financeiro, pelo que gosto de a informar / pedir opinião sobre os meus gastos). No fim, acabei por lhe pedir para ir pagar ao Multibanco, pois o meu pagamento por cartão não está a funcionar, e agradeci-lhe muito... Ao que ela me responde:

- Tu mereces.

Tu mereces?? WTF?? AGORA? Agora, que me devia dizer "mas tens tantas coisas para fazer que não tens tempo para ler" ou "andas a gastar muito dinheiro e isto é uma despesa que se pode evitar", é que me diz isto?? Pois mereço, eu sei que mereço. Mas quando tinha 6 anos também (nessa altura ela comprava-me os livros da Anita... mas porque achava graça). E 8. E 12. E 16. Feia.


(*) Estou a brincar, ok??

6 comentários:

м♥ disse...

Pensava que eram só os meus pais a achar que leio demais. Afinal, não são assim tão estranhos! ahha

Mel disse...

Isto podia ter sido escrito por mim :o A minha mãe também me massacrava a cabeça por eu ler imenso. Dizia o mesmo que a tua mãe, que não é saudável, não pode ser, Olha lá a tua cabeça, etc. Presa por ter cão e presa por não ter, n'est-pas?

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, o habito de ler deve ser provocado (não foi o seu caso), nem todas as pessoas são iguais, ler é perfeito, é sinonimo do saber mais, é muito útil. é mau quando se encarna a personagem, prefiro o moderado.
Votos de Páscoa repleta de alegria! Feliz Páscoa!
AG

E. disse...

Sempre li imenso mas ninguém me disse que lia demais ahah! x

E. ♥ Meet me for Breakfast

➳ Nea ☽ disse...

Também sempre gostei de livros, desde pequena.
Por sorte, não tenho uma mãe que se queixe quanto a esse aspecto!

Sys Arancia disse...

Antigamente eram livros, agora são smartphones. (: