sábado, 15 de julho de 2017

Olá, sou eu, ainda te lembras de mim? (*)

Chamei "Lei da Inércia" a este blogue por um motivo. Abri este blogue tantas e tantas vezes nas últimas semanas, para depressa o voltar a fechar. O tempo escasseou para tudo o que queria ter feito nas últimas semanas na Suíça. Entretanto, já estou em Portugal há quase uma semana e também não tenho tido oportunidade de aqui passar, para escrever e para ler (que tão bem me faz).
Ficam então aqui umas palavrinhas, para saberem que estou viva, a tentar concentrar-me para escrever a tese, debaixo do calor fantástico do meu Alentejo (bendito ar-condicionado na sala! obrigada, mãe e avô). Vou dando notícias... Afinal de contas, uma pessoa tem sempre uns pensamentos meio vagos para partilhar.
Até lá:

(*) Ler ao som da música dos Tara Perdida.

6 comentários:

Bé Rodrigues disse...

Seja qual for a tese... é possível acabar isso. Por experiência própria, tem que doer muito, para depois tudo valer a pena.
Boa sorte.

м♥ disse...

Passar o Verão com isso é das piores coisas, mas é a última coisa chata de ser estudante :) Bom trabalho!

Tulipa Negra disse...

Deveria ser obrigatório existir, pelo menos, um ar-condicionado em cada casa alentejana.

♥Cat disse...

Boa sorte para esta fase!

Ju disse...

Muita, muita sorte e bom trabalho! Prometo que não pergunto! :p
Beijinho*

Joana disse...

Eu não pergunto, mas desejo-te muita paciência e determinação! Eu escrevi a minha tese (de licenciatura) recentemente e sei o que custa às vezes. Beijinho